segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Neste Lugar

Aqui neste lugar onde a eurora não chega
crio uma escuridão artificial sombria e fria.
O sol que me traz medo insiste em me visitar
pra trazer a luz que fere meu coração
como cacaos de vidros fazendo meu sangue cair como
petalas de rosas vermelhas que cai diante a este cadaver
que estou preso vagando nas trevas.
Covarde com medo da felicidade vivo em lanacolias escuras
pensamentos tristes e entregue a solidão e depressão profundo assim
eu vivo como mais um dos predadores solitarios que tiverão medo de amar e ser feliz

Nenhum comentário:

Postar um comentário